Esta Senhora, de nome Rosa Joaquina, casou e não teve filhos, mas foi mãe e foi avó.
 Em 1918 a epidemia denominada pneumónica ceifou a vida a meus avós maternos que deixaram órfãs minha mãe e minha tia, ainda crianças de tenra idade. Foi esta Senhora quem as criou, educou e lhes deu tudo o que tinha para dar.
 À sua memória aqui fica a minha homenagem.
(Quadro pintado em 1960 na Fortaleza do Monte, em Macau, quando ali recebi a notícia do seu falecimento)

Avó Rosa