Como o termo maçarico entrou no nosso vocabulário com o significado de novato.

O maçarico é uma ave aquática que procria nas regiões nórdicas e que, no final do verão, migra para Sul, juntando-se, em elevado número, no litoral e bolanhas* da Guiné.
Antes do início da guerra colonial (1961), as tropas destacadas para as nossas antigas colónias vestiam farda amarela, o "caqui". Depois passaram a usar o "camuflado".
Quando o primeiro contingente das nossas tropas, fardadas de "camuflado", desembarcou em Bissau, nos primeiros anos da década de 1960, uma nativa que assistia ao evento comentou no seu criolo, para um grupo de soldados nossos ali presente:
- "Ces bos colega suma maçarico"( Estes vossos colegas parecem maçaricos) -Comparando a farda que os recém-chegados soldados traziam vestida à plumagem sarapintada do maçarico.
De "boca em boca", esta comparação depressa se propagou e, em todas as frentes de guerra, a tropa recém-chegada passou a ser chamada de "maçarica".
Inicialmente, este forma de tratamento entre colegas de profissão restringiu-se ao seio militar mas, com a desmobilização, estendeu-se ao meio civil, com idêntico significado
*bolanha - Terreno alagado nas margens dos rios da Guiné, onde se faz a plantação do arroz.
PS - Foi esta explicação que me foi dada, quando em 1965 cheguei à Guiné e procurei saber por que me chamaram "maçarico".