A toutinegra alimentando o seu filho adoptivo que, entretanto, a ultrapassa várias vezes em tamanho.