BICO DE LACRE

 
Esta ave foi trazida de África, na década de 1960, pelos nossos compatriotas.

Adaptou-se muito bem a esta nossa região do Oeste de Portugal e tem-se multiplicado.

Em algumas zonas já chegou mesmo a ser a ave mais numerosa.

Nos últimos tempos, assiste-se a uma redução do seu número, facto a que não deve ser estranha a sua captura com "visco", substância pegajosa colocada nos ramos dos arbustos, onde as aves ao pousarem ficam presas.

Não obstante a proibição, BICOS DE LACRE, PINTASSILGOS e VERDELHÕES, assim capturados, são vendidos nos nossos mercados, de que são exemplo o de SANTANA, próximo da BENEDITA e o de BULHÃO, no PORTO. José Sobrinho/98